Assalto ao 13º quilombo

O NÓ DO DIABO, de Ramon Porto Mota, Gabriel Martins, Ian Abé e Jhésus Tribuzi Assalto ao 13º quilombo Por Fabrício Cordeiro*   Dividido em cinco episódios e dirigido por quatro jovens diretores (Ramon Porto Mota, Gabriel Martins, Ian Abé e Jhésus Tribuzi), O Nó do Diabo abre com o plano de uma casa grande…

50 anos em 5 (dias)

Abraccine organiza mostra especial com retrospectiva dos 50 anos do Festival de Brasília.  Um dos mais representativos festivais de cinema do país está completando 50 anos e para comemorar a organização do Festival de Brasília convidou a Abraccine para organizar uma mostra especial com produções significativas que passaram pela tela do Cine Brasília ao longo da…

Comentários sobre os filmes de longa-metragem

Por Luciano Ramos (SP) No evento de abertura 47 Festival de Brasília, foi exibido filme Deus e do Diabo na Terra do Sol, com cópia recém-restaurada, na gigantesca tela do Cine Brasília. É a projeção digital mais ampla do país e uma das tecnicamente mais perfeitas. As pessoas que viram o filme em seu lançamento…

Balanço do Festival de Brasília

Por Amanda Aouad (BA) Um caso curioso e inédito chamou a atenção na noite de premiação de Brasília. Os seis diretores dos longa-metragens participantes da Mostra Competitiva decidiram dividir em partes iguais os R$ 250.000,00 do prêmio principal. Entre outras questões, alegaram a imensa diferença deste para os demais prêmios. E que a curadoria deste ano…

Mostra Brasília: um novo espaço ao sol

Por Guilherme Lobão A Mostra Brasília desta 47ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro pode não ter apresentado grandes títulos, mas revelou potenciais e experimentos de linguagem que sopraram novo fôlego ao prêmio paralelo concedido pela Câmara Legislativa do Distrito Federal. Antes, vale aqui uma curtíssima memória dos últimos anos da disputa entre…

Brasília, um festival de autor

Por Ivonete Pinto (RS) O programa de incentivo à produção autoral, através do edital Ancine/SAv lançado no dia 30 de setembro, só confirma que este segmento do cinema nacional vai ficar mais fortalecido. O edital de 22 milhões de reais vai premiar longas de ficção e documentários que investem na pesquisa de linguagem. A notícia…

PINGO D’ÁGUA, de Taciano Valério

Por Antonio Carlos Egypto  Pingo D’Água tira o espectador completamente da área de conforto, na medida em que rompe com praticamente todas as expectativas que um filme pode gerar. A narrativa não segue um fluxo que tenha um rumo, conflitos com sentido ou a busca por denunciar ou solucionar algo, seja lá o que for.…