Lav Diaz: “críticos são, a seu modo, cineastas”

Bruno Ghetti * O diretor filipino Lav Diaz é daquelas figuras fáceis nos festivais de cinema, mas com penetração mínima no circuito comercial. Por razões estéticas, sem dúvida: seus filmes têm poucas falas, tomadas longas, planos afastados dos personagens e temas em geral tidos pelo grande público como excessivamente “complexos”. Mas há um outro elemento…

Martírio

Chico Fireman * É muito provável e muito lamentável que “Martírio” nunca seja lançado no circuito comercial. Provável porque o documentário indigenista de Vincent Carelli é um filme grande (cerca de duas horas e quarenta minutos de registros de massacres de tribos no Mato Grosso) e, principalmente, porque é um filme imenso, muito além de…

Animais Noturnos

Antonio Carlos Egypto* O filme “Animais Noturnos” focaliza a personagem Susan (Amy Adams), sua galeria de arte e seu marido, com quem visivelmente ela mantém um relacionamento distante e conturbado.  Pouco afeto e pouco interesse em investir na relação parecem existir ali.  Ela tenta algo, mas não encontra ressonância nele que, uma vez mais, parte…

Belos Sonhos

Antonio Carlos Egypto* Filme de abertura da 40ª. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, “Belos Sonhos”, de Marco Bellocchio, é um trabalho forte, intenso e honesto. É baseado no romance autobiográfico do jornalista e dirigente do jornal La Stampa, Massimo Gramelline. A trama começa por nos mostrar o trauma original da vida do menino…

Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé

Bruno Ghetti* Os tempos atuais não estão muito para moderação, e nesse sentido é essencial que apareçam filmes como “Era o Hotel Cambridge”. O longa de Eliane Caffé resgata um tipo de cinema abertamente partidário, combativo – quase “de tese”. No caso, a tese de que pessoas a quem a sociedade nega possibilidades de moradia…

A Criada

Marcelo Müller * Cineasta acostumado a estudar os efeitos da violência, decorrências de situações extremas e geralmente mostradas sob o impacto de cenas fortes, o sul-coreano Chan-wook Park aparenta mais inclinação às coisas do amor em “A Criada”. Isso é evidenciado não apenas pelos rumos que a trama toma na sua primeira metade, mas também…

Marco Bellocchio segue inquietando

Roger Lerina * Homenageado especial da 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo com um ciclo de seus mais importantes filmes, o diretor Marco Bellocchio esteve no Brasil no final da semana passada. Em sua quarta visita ao país, o mais importante cineasta italiano da atualidade conversou com o público no domingo, logo após…

Drama tcheco investiga os efeitos do bullying

  Adolfo Gomes * Para se afastar do cariz oportunista da “biopic”, os realizadores tchecos Tomás Weinreb e Petr Kazda lançaram mão de todo o arsenal minimalista da austeridade: fotografia em preto e branco, narrativa lacunar, personagens freudianamente anímicos e fidelidade histórica. “Eu, Olga Hepnarová” (Já, Olga Hepnarová, República Tcheca, 2016) na sua platitude formal aspira,…

O idílico mundo de Jarmusch

Luiz Joaquim * A 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo apresenta ao seu público Paterson, o mais novo filme de Jim Jarmusch que, a propósito, tem uma micro retrospectiva exibindo também dois de seus clássicos, Estranhos no paraíso (1984, que reestreia no Brasil dia 02/11) e Daunbailó (1986), além de Férias permanentes, seu primeiro…

O cinema como foco em filmes da 40ª Mostra

Antonio Carlos Egypto * Cinéfilos costumam gostar de filmes que falam de cinema. Na 40ª. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, encontramos alguns exemplos. BENCH CINEMA, de Mohammad Rahmanian, do Irã, apresenta um personagem improvável, que decora filmes inteiros para apresentá-los ao público, como teatro, tendo em vista restrições e censura na circulação de…

Deserto

Humberto Pereira da Silva* O paranaense Guilherme Weber se tornou conhecido do grande público pela presença na televisão. Ator global, firmou sua imagem para espectadores do Brasil inteiro ligados na tela da Rede Globo. Ao contrário de muitos de sua geração, contudo, Weber migrou do teatro para a TV e o cinema. Conhecido, agora uma…

Notas sobre uma tendência do documentário brasileiro

Willian Silveira * Eduardo Coutinho nos deixou há algum tempo. Em fevereiro, serão três anos sem o diretor de Cabra Marcado para Morrer (1984), Edifício Master (2002) e Jogo de Cena (2007). Nesse ínterim, a infelicidade pela perda do mais importante documentarista brasileiro se amplifica na constante – e inevitável – ausência dos seus filmes…

Polêmico/polêmica Elia Kazan

  Ainda aproveitando a esteira da 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo: uma das retrospectivas ocorridas nela trouxe à cidade a obra de Elia Kazan, com alguns filmes restaurados, outros não, mas com a vital importância de possibilitar a constatação em tela do trabalho de um autor dos principais na historia do cinema.…

Alguns balanços da Mostra Internacional de São Paulo

Aqui, reunidos três balanços da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2011, diversos nos seus pontos de análise, como uma tentativa de ampliação do que pode ser constatado in loco por quem a acompanha com atenção mesclada, entre o dever de ofício e o óbvio prazer que ela proporciona. Evento precisa, agora, se liberar do…

Descobertas da Mostra Internacional de São Paulo

Este texto reúne comentários dos críticos da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema sobre alguns filmes “descobertos” durante a Mostra Internacional de Cinema de 2011. O objetivo é jogar luzes em cima de filmes cujas sessões não foram hit de público. Boa leitura! Che, Um Homem Novo – Por Ernersto Barros Che, Um…