Prêmio Abraccine na 43ª Mostra de São Paulo

De 17 a 30 de outubro, a capital paulista foi palco de um dos maiores eventos cinéfilos do país, com a 43ª Mostra de São Paulo. Neste ano, a seleção privilegiou o cinema brasileiro com uma mostra de peso. O Júri Abraccine, formado por José Geraldo Couto, Nayara Reynaud e Pablo Villaça, assistiu às produções de diretores estreantes selecionadas para esta edição e premiou o longa-metragem Currais.

Júri da Abraccine da 43ª Mostra de São Paulo | Foto: Ivonete Pinto

Justificativa:
Pela forma eficaz com que combina as linguagens documental e ficcional para realizar o resgate histórico essencial de um episódio pouco discutido de nosso passado e que muito revela, em suas similaridades com o presente, nossa insistência, como nação, não só em ignorar, mas punir os mais pobres por sua condição, o prêmio do Júri Abraccine de Melhor Longa-metragem de estreia vai para CURRAIS, de Sabina Colares e David Aguiar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s