Dossiê Fest Aruanda: O Brasil de hoje segundo Indianare

Luiza Lusvarghi * O filme Indianara traz como sinopse a “história da ativista transexual Indianara Alves Siqueira”, criadora da Casa Nem, espaço de acolhimento idealizado pela ativista para pessoas LGBTIs em situação de vulnerabilidade, atualmente situada em Copacabana, na Dias da Rocha, ao lado do tradicional mercado Zona Sul. Ao ser indicado para concorrer à…

Dossiê Fest Aruanda: Faixa de Gaza

Flávia Mayer * Expoente da chamada Primavera do Cinema Paraibano, Faixa de Gaza foi selecionado para a 14ª edição do Fest Aruanda, em sua disputada mostra competitiva Sob o Céu Nordestino. Trazendo produções realizadas por cineastas nascidos no Nordeste ou filmadas na região, a mostra contou com uma ousada e interessantíssima lista de longas e…

Dossiê Fest Aruanda: Indianara

João Batista de Brito * Nenhum país do mundo mata mais LGBTs que o Brasil. Segundo as estatísticas, só no ano de 2018, foram 320 (trezentos e vinte) assassinatos, quase um por dia. Situação vergonhosa que deve piorar, se considerarmos a linha visivelmente homofóbica e armamentista do governo em vigência. Daí a importância de um…

Dossiê Festival de Brasília: Cinema de encontros

Luciana Veras* Ao ver a relação dos filmes premiados no 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, e tirar conclusões só e somente só a partir dela, qualquer pessoa há de inferir que houve uma valorização do cinema feito por mulheres. A febre, de Maya Da-Rin, levou seis “Candangos”, inclusive melhor longa e melhor direção,…

Dossiê Festival de Brasília: Faltou olhar para trás

Cecilia Barroso * Foi um Festival de Brasília estranho. A 52ª edição foi um retrato deste nosso tempo, um tempo onde alguns tentam ocupar espaços não para trazer novas proposituras e movimentos, mas destruir e criar um vácuo cruel e outros tantos buscam alguma forma de resistência. Quando alguns dos métodos que têm se tornado…