Abraccine no XXIII Encontro da Socine

Por Fatimarlei Lunardelli

O congresso anual da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual em 2019 debate Preservação e Memória Hoje. A escolha do tema desta edição, que ocorre em Porto Alegre, entre 08 e 11 de outubro na UNISINOS, vai ao encontro de uma necessidade técnica e estética do audiovisual brasileiro de preservação e continuidade de mais de 100 anos de história. É um desafio diante da grande dificuldade de preservação da memória no Brasil. O incêndio do Museu Nacional, a instituição científica mais antiga do país, em setembro de 2018, é um símbolo trágico de décadas de descaso institucional. O que falar, então, da memória audiovisual, importantíssima como registro de imagens e sons há mais de um século?

Foto: Bruno Polidoro

Dentro da temática proposta, a Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema participou com a Mesa Temática A Associação de Críticos e a Memória do Cinema Brasileiro, no dia 9 de outubro. Ivonete Pinto, presidente da Abraccine, apresentou o trabalho editorial da entidade e a história do movimento associativo no país. Na comunicação Narrativas da crítica: resgate e história na transformação dos meios Fatimarlei Lunardelli abordou o livro Trajetória da crítica de cinema no Brasil, editado pela Letramento. A obra é um dos lançamentos da Abraccine em 2019 e traz 26 artigos que mapeiam a história da crítica. Num esforço colaborativo de 37 autores associados da Abraccine, sob a organização de Paulo Henrique Silva, jornalista e presidente da entidade entre 2015 e 2019, são reconstituídos os cenários em que se desenvolve a crítica de cinema neste imenso e diversificado Brasil.

A sessão contou com a presença dos associados da Abraccine André Dib, Pedro Butcher, Denise Lopes e Ismail Xavier, cuja trajetória é tema de Ismail Xavier: um pensador do cinema brasileiro. Editado em parceria com o Sesc, o livro foi um dos lançamentos na sessão de autógrafos do congresso e faz parte da coleção Pensadores da Abraccine.

O desafio da preservação envolve pesquisadores, técnicos e instituições, sendo o filme seu objeto privilegiado, entorno do qual se desdobra um imenso sistema de atividades. A crítica de cinema é parte deste sistema e conhecer sua história é um gesto de preservação que contribui para significar o tempo presente.

Texto originalmente publicado no site Escrita Crítica

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s