Dossiê CineOP – Parte I: Os Irmãos Farias

Roberto Farias, o diretor Na transição para o Cinema Novo, Roberto Farias por Paulo Henrique da Silva, especial para o Blog Abraccine* Hoje, com a proliferação de faculdades e cursos de cinema, é cada vez mais difícil encontrar um cineasta mais intuitivo, que aprendeu o ofício na prática. Esse ponto de virada entre a formação…

Dossiê CineOP – Parte II: Gustavo Dahl

Luta de Gustavo Dahl é premiada por Ernesto Barros, originalmente publicado no jornal Diário do Commercio/PE) O terceiro homenageado da Mostra CineOP é o legado deixado por Gustavo Dahl. Cineasta e gestor – foi diretor de distribuição da Embrafilme nos anos 1970 e, antes de morrer, no dia 26 de junho do ano passado, estava…

Dossiê CineOP – Parte III: Longas e curtas contemporâneos

Grandes personagens celebrados por Ernesto Barros (originalmente publicado no Jornal do Commercio/PE) Dois documentários exibidos na noite de anteontem no Cineteatro Vila Rica, dentro da Mostra Contemporânea da 7ª Mostra de Cinema de Ouro Preto (CineOP), coadunam-se à perfeição com o espírito preservacionista do evento. A mulher de longe, de Luiz Carlos Lacerda, recupera cenas do…