Notas sobre uma tendência do documentário brasileiro

Willian Silveira * Eduardo Coutinho nos deixou há algum tempo. Em fevereiro, serão três anos sem o diretor de Cabra Marcado para Morrer (1984), Edifício Master (2002) e Jogo de Cena (2007). Nesse ínterim, a infelicidade pela perda do mais importante documentarista brasileiro se amplifica na constante – e inevitável – ausência dos seus filmes…