Carta aberta da Abraccine ao Sr. Prefeito de Paulínia, José Pavan Jr.

Carta aberta da Abraccine ao Sr. Prefeito de Paulínia, José Pavan Jr.

Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) recebe com muito pesar o comunicado de que o Festival de Cinema de Paulínia não será realizado este ano.

A nota do prefeito José Pavan Jr. afirma que a alocação de recursos destinados ao festival em outras prioridades (saúde, educação, moradias populares) tornou a decisão inevitável.

Como cidadãos, entendemos a construção de moradias populares, e o investimento em educação, saúde e meio ambiente deveriam mesmo ser prioridades constantes de qualquer municipalidade, e não apenas em anos eleitorais.

Já como profissionais de cinema, lamentamos a descontinuidade de um projeto muito bem formatado e de grande repercussão nacional.

Em poucos anos, Paulínia criou um Polo Cinematográfico, uma Escola de Cinema e um festival que se tornaram exemplares. O festival, ora em compasso de espera, era justamente a vitrine de toda essa atividade. Reunia em Paulínia produtores, cineastas, atores e atrizes, jornalistas e críticos de todo o País. Formava público para os filmes brasileiros. Criava empregos na cidade e beneficiava a autoestima dos seus habitantes.

Muitos novos projetos surgiram desses encontros anuais entre profissionais de diversos estados da federação. Foi dessas reuniões, por exemplo, que nasceu a nossa própria instituição, a primeira associação nacional de críticos de cinema, o que faz com que tenhamos carinho especial com Paulínia.

Todo esse patrimônio simbólico corre o risco de se perder, ao sabor de conveniências políticas de momento. Esperemos que a fresta de esperança aberta no comunicado do prefeito resulte na realização do festival em 2013. Mas ressaltamos, desde já, que é perda irreparável o cancelamento da edição de 2012. Eventos importantes firmam sua tradição pela continuidade.

Luiz Zanin Oricchio (presidente da Abraccine)

Anúncios

12 comentários sobre “Carta aberta da Abraccine ao Sr. Prefeito de Paulínia, José Pavan Jr.

  1. Paulinia começou a aparecer no mapa com o seu festival de Cinema. O problema da politica brasileira, principalmente com politicos provincianos, é a inveja, a incapacidade de inovar. Tava dando certo o festival, mas era obra de outro prefeito, então termina tudo, não pode. E é Cultura, né, e tais tipos de politicos são avessos a cultura, acham que não dá voto. São burros mesmo! Sibélius, Batatais, SP

  2. A CLASSE POLÍTICA NESSE PAÍS É UMA VERGONHA! ESSE PAVAN, PREFEITO DE PAULÍNIA DEVERIA TER A DECÊNCIA DE PRESTAR CONTAS DO ORÇAMENTO DA CIDADE E SE EXPLICAR PORQUE EM 3 ANOS E MEIO DE GOVERNO NÃO FEZ NADA EM PROL DA POPULAÇÃO DA CIDADE E AGORA TOMA UMA DECISÃO DEMAGOGA TRANSFERINDO A VERBA QUE JÁ ESTAVA DESTINADA A UM FESTIVAL DE CINEMA, QUE HOJE É UM DOS MAIS IMPORTANTES DO PAÍS, PARA UMA CAMPANHA DESCARADA À REELEIÇÃO. SERÁ QUE ESSA VERBA QUE É UM GRÃO DE AREIA PERTO DA ARRECADAÇÃO DE UM DOS MAIS RICOS MUNICÍPIOS DO BRASIL, DEVIDO AOS INDECENTES IMPOSTOS QUE OS PAULINENSES PAGAM, VAI REALMENTE SER DESTINADA A MELHORIA SOCIAL DO MUNICÍPIO? COM CERTEZA NÃO. CANCELAR O PAULINIA FESTIVAL DE CINEMA É UM RETROCESSO PARA A CIDADE E PARA O POVO PAULINENSE, QUE INFELIZMENTE NÃO TEM FORÇAS PARA IR CONTRA ESSA DECISÃO. MAIS UMA VERGONHA QUE TEMOS QUE ENGOLIR NESSA NOSSA REGIÃO CADA VEZ MAIS MEDÍOCRE CULTURALMENTE. VERGONHA!!!! LEMBREM DISSO NA ELEIÇÃO DESSE ANO.

  3. Como já dizia o Chico:

    “O que será, que será?
    Que todos os avisos não vão evitar
    Por que todos os risos vão desafiar
    Por que todos os sinos irão repicar
    Por que todos os hinos irão consagrar
    E todos os meninos vão desembestar
    E todos os destinos irão se encontrar
    E mesmo o Padre Eterno que nunca foi lá
    Olhando aquele inferno vai abençoar
    O que não tem governo nem nunca terá
    O que não tem vergonha nem nunca terá
    O que não tem juízo…”

  4. Como moradora de paulinia tinha orgulho do festival de cinema e de ter a cidade como centro de atenção. Agora ao inves de dizer… paulinia respira cultura, podemos trocar… paulinia respira vergonha!!! Viramos gozação nacional por causa de coronelisno eleitoreiro…

  5. Eu não tenho conhecimentos necessários para fazer afirmações concretas sobre a indústria do cinema; mas apoio a decisão do Sr Prefeito, que em 1ª instância de fato deve cuidar e zelar de outros assuntos pertinentes a população da cidade. Mas …porém cultura também é vida e já foi investido muito capital neste projeto … “alias muito alto” e acredito que deva ter um retorno satisfatório para quem se habilitar a explorar a indústria do cinema … pergunto … Porque não privatizar totalmente todas estas atividades… Pois a meu ver … (industria do cinema) nada tem a ver com administração publica … que só deve participar apoiando e incentivando estas atividades.

    • Caro Israel,

      Concordo em parte com o amigo. Mas basta ter um mínimo de bom senso para perceber que esta atitude tem claramente o objetivo de fazer média em busca de votos por tratar-s de ano eleitoral. O festival projeta Paulinia para o Brasil e o mundo. Pergunto, porquê esse prefeito não teve esta atitude em outros anos? Outra coisa é a população de rua que não existia quando cheguei em Paulínia, mas que hoje cresce em pleno Centro da cidade. Se o prefeito quer fazer média com a população, já pode começar retirando a população das ruas da cidade. É vergonhoso esse prefeito e suas atitudes.

      • Corrigindo, quando eu disse retirar a população das ruas da cidade, quis dizer a POPULAÇÃO DE RUA (mendigos e pedintes)

      • Isso é verdade eu por exemplo quase tds os dias k chego no meu trabalho precisi ficar alguns minutos esperando ele sairem da porta p poder entrar no meu local de trabalho…

  6. Seria o caso de montar uma tela ao ar livre e fazer um festival paralelo, como protesto a descontinuidade do festival, pois nos ultimos anos perdeu a identidade colocando shows nas mesmas noites dos filmes o que, na minha opinião não tem nada a ver. Pode ter uma festa de abertura, um show de encerramento. Mas pra que todos os dias? Realmente é muito dinheiro mesmo, quando o dinheiro tem que ir para os editais dos vencedores. Eu “fiz parte” do 1o. Festival de Paulínia, pois trabalhava na Revista de Cinema e foi tudo muito bonito, a vontade de trazer os filmes, os artistas, inclusive foi a última aparição pública de Derci Gonçalves. Muito triste.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s