Melhores do Ano: O Lobo Atrás da Porta

o-lobo-atras-da-porta

Por Alysson Oliveira (SP)

O título “O Lobo Atrás da Porta”, primeiro longa de Fernando Coimbra, remete ao famosíssimo vilão da história de Chapeuzinho Vermelho, espreitando por uma fresta, esperando a hora de entrar em cena e atacar.

Perversidade é uma palavra que se aplica, sem limites, aqui. Trata-se de um filme perverso em vários sentidos. Primeiro, pela construção gradativa de sua tensão. Segundo, pela coragem de ir até as últimas consequências no enredo. E, por fim, pela meticulosidade com que o diretor sagazmente articula todo o conjunto.

Premiado em diversos festivais – entre eles Rio e Havana, no ano passado –, o longa começa de forma quase casual, sem indicar muito do que está por vir. Sylvia (Fabiula Nascimento) vai à escola buscar sua filha pequena, e a professora diz que uma vizinha já pegou a menina. A mãe apavora-se: “Como assim: uma vizinha?”. É a primeira pista de uma trama que, na cena seguinte, desloca-se para uma delegacia, onde um delegado (Juliano Cazarré) inicia uma investigação.

Leia mais aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s