Melhores do Ano: O Lobo Atrás da Porta

o-lobo-atras-da-porta

Por Alysson Oliveira (SP)

O título “O Lobo Atrás da Porta”, primeiro longa de Fernando Coimbra, remete ao famosíssimo vilão da história de Chapeuzinho Vermelho, espreitando por uma fresta, esperando a hora de entrar em cena e atacar.

Perversidade é uma palavra que se aplica, sem limites, aqui. Trata-se de um filme perverso em vários sentidos. Primeiro, pela construção gradativa de sua tensão. Segundo, pela coragem de ir até as últimas consequências no enredo. E, por fim, pela meticulosidade com que o diretor sagazmente articula todo o conjunto.

Premiado em diversos festivais – entre eles Rio e Havana, no ano passado –, o longa começa de forma quase casual, sem indicar muito do que está por vir. Sylvia (Fabiula Nascimento) vai à escola buscar sua filha pequena, e a professora diz que uma vizinha já pegou a menina. A mãe apavora-se: “Como assim: uma vizinha?”. É a primeira pista de uma trama que, na cena seguinte, desloca-se para uma delegacia, onde um delegado (Juliano Cazarré) inicia uma investigação.

Leia mais aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s