Morreu Carlos Reichenbach – Nota de Pesar

Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), lamenta profundamente a morte do cineasta Carlos Reichenbach, de 67 anos, ocorrida ontem em São Paulo. Nascido em Porto Alegre e desde menino  radicado na capital paulista, onde integrou a primeira turma da Escola Superior de Cinema São Luiz, Carlão, como era conhecido, desenvolveu na cidade a maior parte de sua carreira e se tornou um dos principais nomes do movimento dito marginal.

Entre seus 22 longas-metragens estão Filme Demência (1986), Alma Corsária (1994), Dois Córregos (1999), Garotas do ABC (2002) e Falsa Loura (2008), o último trabalho. Tinha o projeto de Um Anjo Desarticulado, que não chegou a realizar.

Carlão era nosso amigo. A maior parte dos críticos admirava sua obra e sua maneira generosa de ser, tão rara em nosso meio. De sua parte, ele nunca deixou de sublinhar a absoluta necessidade da crítica, do pensamento sobre o filme, sem o qual o discurso cinematográfico fica órfão e incompleto. Lembramos que o próprio Carlão, antes de ser cineasta, foi cinéfilo e crítico cinematográfico militante. A partir dessa experiência, compreendia e acolhia o nosso trabalho.

Vai fazer muita falta em nosso meio.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Morreu Carlos Reichenbach – Nota de Pesar

  1. Pingback: Carlos Reichenbach – Parte I « Abraccine – Ass. Brasileira de Críticos de Cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s