João Carlos Sampaio: O Autor

João Carlos Sampaio (esq.) e Marcelo Miranda, no CinePE 2009

João Carlos Sampaio (esq.) e Marcelo Miranda, no CinePE 2009

 

ABD-BAHIA: Política e mobilização pelo audiovisual na Bahia a partir da criação da ABD

A Bahia viu nascer a Associação Brasileira de documentaristas (ABD), em meio às discussões de uma comissão instituída durante a II Jornada Nordestina de Cinema, em setembro de 1973 em Salvador. O grupo debatia mecanismos para garantir, através de uma legislação protecionista, a inserção do curta-metragem nas salas de exibição comerciais e outros avanços para o fomento da produção. Dos debates, surgiu a idéia e o documento oficial que criou a ABD. Clique para ler mais:  ABD-BAHIA Política e mobilização pelo audiovisual na Bahia a partir da criação da ABD.

 

 

 

Stroszek ou a Busca Vã dos Desajustados 

(Stroszek – Alemanha – 1977)

Por João Carlos Sampaio (do livro Os Filmes que Sonhamos)

A primeira imagem de Stroszek traz um corredor e grades. Lá do fundo surge o protagonista da história, que se chama Bruno e tem o sobrenome que dá título ao filme. O personagem é interpretado por Bruno S., um ator descoberto pelo cineasta Werner Herzog dois anos antes, quando o escolheu para viver o intrigante Kaspar Hauser, uma espécie de mistério em corpo de homem, tomado por todos como louco.

O nome não é a única coisa em comum entre Bruno S. e Bruno Stroszek. Ambos tiveram passagens por instituições psiquiátricas, gostam de tocar instrumentos musicais e têm olhos perdidos, lançados para o nada. Bruno S. fascinou tanto a Herzog que ele precisou, três anos e três filmes depois, voltar a dirigi-lo.Clique para ler mais: Stroszek ou a Busca Vã dos Desajustados

 

Algumas impressões sobre os filmes e escolhas de Brasília 46

João Carlos Sampaio (BA)

A mostra competitiva de longas-metragens de ficção do 46º Festival de Brasília (2013) apresentou diversidade temática e estética. Reforçou a ideia de um cinema brasileiro que aposta em possibilidades muito caras aos seus realizadores, individualmente falando. Um cinema baseado em investidas (pode-se dizer, verdades) autorais/pessoais. Clique para ler mais: Algumas impressões sobre os filmes e escolhas de Brasília 46

Crítica: Transeunte

Publicado em A Tarde, em 26/08/2011

transeunte O extraordinário que emerge do cotidiano é o assunto de Transeunte, quarto longa-metragem de Eryk Rocha e também o seu primeiro filme de ficção. Para este début, o diretor, filho de Glauber Rocha, escolheu contar a história de Expedito, um homem que experimenta os seus primeiros dias como aposentado. Um tipo comum, que ganha o papel de herói desta fita.

O ator Fernando Bezerra dá carne, osso e voz a este personagem, que fica quase o tempo inteiro mudo em cena, dizendo algo de si apenas quando interpelado. O filme mostra esta figura a partir de uma progressiva contemplação, numa tentativa de fazer o espectador olhar e descobrir por si mesmo, ver este tipo de gente que parece invisível, que não nos importa, mesmo que tenham suas dores e glórias, sempre relevadas pela coletividade.

Desde o cartaz do filme que traz um superclose do rosto de Fernando/Expedito a opção aqui é mostrar esta vida, que se vê livre das horas, das obrigações diárias e tem de se reinventar, descobrir o seu novo papel no mundo. Por isto caminha pelas ruas cariocas sem rumo certo, com um ar de quem não sabe o que busca, ou ainda, como quem deambula por não saber como ocupar o tempo. Clique para ler mais:  Crítica transeunte

 

Barravento

Publicada em Caderno de Cinema

Negros que após a abolição da escravatura continuam escravos, pescadores dominados pelo misticismo religioso, uma força externa vindo ao encontro deles e em oposição ao estado de alienação. Por fim, a revolução contra o patrão e contra Iemanjá, ambos responsáveis por sua miséria. Com estes elementos, o mais importante cineasta brasileiro, Glauber Rocha (1938-1981), estreava seu primeiro longa-metragem, há 40 anos. O filme era Barravento, avant-première do dia 28 de maio de 1962 no Cine Capri, na época a mais elegante e moderna sala do centro de Salvador. Clique para ler mais: Barravento – Caderno de Cinema

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s