Prêmio Abraccine no 16º Fest Aruanda

O Júri da Abraccine no 16º Fest Aruanda foi composto pelos críticos Roberto Cotta, André Dib e Carine Fiúza (convidada). O festival aconteceu de 9 a 15 de dezembro de 2021, em João Pessoa.

O prêmio de Melhor Longa ficou com “Capitu e o Capítulo”, de Júlio Bressane, enquanto o prêmio de Melhor Curta foi para “O Pato”, de Antônio Galdino.

Leia as justificativas do júri:

MELHOR LONGA

Divulgação

O filme termina, mas logo em seguida recomeça, mostrando seu processo de confecção. Assim é o olhar do artista diante da criação, sempre em busca da representação imprevista. Pela forma como se apropria de uma obra canônica e a subverte com muita singularidade, o prêmio de Melhor Longa-metragem da Mostra Nacional fica com “Capitu e o Capítulo”, de Júlio Bressane.

MELHOR CURTA

Divulgação

A faca afiada é uma forma de enfrentar as mortes cotidianas, sentidas na pele e vividas na carne. Pela maneira aguda como aborda e encara a violência contra a mulher, o prêmio de melhor curta-metragem da Mostra Nacional vai para “O Pato”, de Antônio Galdino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s