Prêmio Abraccine no 26º Cine PE

O Júri da Abraccine no 26º Cine PE foi composto pelos críticos Pablo Villaça, Enoe Lopes Pontes e Alexandre Figueirôa (convidado). O festival aconteceu de 9 a 14 de dezembro de 2022, em Recife, Pernambuco.

O prêmio de Melhor Longa foi concedido a “Rama Pankararu”, de Pedro Sodré, enquanto o prêmio de Melhor Curta foi para “Benzedeira”, de San Marcelo e Pedro Olaia.

Leia as justificativas do júri:

MELHOR LONGA: “Rama Pankararu”, de Pedro Sodré

Divulgação

Ao combinar de modo orgânico, elegante e eficaz seus elementos documentais e ficcionalizados, esta obra fortalece sua importantíssima denúncia através do estudo de uma personagem valente, engajada e imensamente articulada (uma versão fiel de sua intérprete na vida real) e envolve o espectador em sua narrativa dramática ao ancorá-la na realidade de luta e força da comunidade que a gerou. Por estas razões, o prêmio do Júri Abraccine de Melhor Longa-Metragem da 26ª edição do CinePE vai para “Rama Pankararu”, de Pedro Sodré.

MELHOR CURTA: “Benzedeira”, de San Marcelo e Pedro Olaia

Divulgação

Por trazer um olhar profundo e dinâmico sobre um personagem tão rico em sua sabedoria mágica e telúrica, encantando com o refinamento e o cuidado com a imagem tão particular de um homem que trocou a vida mundana pela poesia dos orixás, o Júri da Abraccine confere o prêmio de Melhir Curta-Metragem da 26ª edição do CinePE a “Benzedeira”, de San Marcelo e Pedro Olaia.

Júri Abraccine no 26º CinePE: Alexandre Figueirôa, Enoe Lopes Pontes e Pablo Villaça.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s