Divulgação: Igor Souza

Longa de cineastas baianos discute dificuldades enfrentadas por mulheres

Por Rafael Carvalho* Dentro da Mostra “Esses Corpos Indóceis”, do Festival de Brasília, os cineastas baianos Maria Carolina da Silva e Igor Souza apresentaram o inédito longa-metragem “Diário de Classe”. O filme investiga o processo de alfabetização de jovens e adultos na periferia de Salvador. Para isso, aproximam-se de três personagens centrais, três mulheres que…